top of page
  • Paola Antony

Exposição "Revoluções"

A exposição do fotógrafo italiano Uliano Lucas apresenta um período histórico de grande importância para construção das democracias modernas.


Paola Antony

 

 


Uma visita ao Museu Nacional da República em Brasília e você irá conhecer o trabalho do fotógrafo italiano Uliano Lucas, que expõe pela primeira vez no Brasil.

 

É a exposição “Revoluções – Guiné-Bissau, Angola e Portugal (1969-1974)”.

Nela estão 56 fotos, que apresentam o resultado de viagens feitas por Uliano Lucas entre Europa e África durante os anos de 1969 a 1974, em que ele se debruçou sobre os processos de independência de Angola e da Guiné-Bissau, e sobre a celebração da liberdade em Portugal, em abril de 1974, após 48 anos de ditadura.

 

 

A exposição, montada de forma primorosa, conta com a curadoria dos professores Elisa Alberani, Miguel Cardina e Vincenzo Russo, e está dividida entre os três territórios fotografados. Desta forma o visitante se lança a um circuito por diferentes realidades sociais em imagens que revelam como se deu a luta nesses diferentes países. Ora a ação, ora a expressão das pessoas fotografadas nos tocam. São sorrisos e tensões, a linha de frente das manifestações, o enfretamento mesmo no descanso. Está tudo ali registrado e com tamanha proximidade, que emociona.

 

As imagens do fotojornalista Uliano Lucas ligam a história recente de Portugal, Itália, Guiné-Bissau e Angola, colocando em evidência os valores da Democracia, Direitos Humanos e Cidadania.

 

Para o adido cultural da Embaixada da Itália em Brasília, Benedetto Reitano, a exposição Revoluções é uma janela aberta para temas de importância histórica: “frequentemente a arte, neste caso a fotografia, pode ser um veículo muito mais imediato e eficaz para transmitir mensagens. As 56 fotos de Uliano Lucas impressionam pela sua crueza e pela sua força comunicativa. As imagens não são apenas belas, têm por trás uma mensagem muito importante, a de que a democracia é uma conquista alcançada ao longo da história, graças ao sacrifício de mulheres e homens que acreditaram nela e lutaram por ela. Hoje, cabe a nós a tarefa de não esquecer esta lição de vida. Devemos sempre lembrar que a democracia é um valor que precisa ser mantido e cultivado dia após dia. Nos olhos e gestos daquelas mulheres e homens está contida essa lição. Isso, graças ao trabalho fantástico e ao sacrifício pessoal do grande fotógrafo Uliano Lucas que estava em Portugal, Angola e Guiné-Bissau, no meio dos tiros, do barro, para registrar esses momentos e ser ao mesmo tempo testemunha e construtor da democracia”.

 

 

“Revoluções – Guiné-Bissau, Angola e Portugal (1969-1974) foi apresentada no Museu Aljube, em Lisboa, e chega a Brasília numa realização das Embaixadas de Itália e de Portugal no Brasil e do Camões – Centro Cultural Português em Brasília, em parceria com as Embaixadas de Angola e da Guiné-Bissau no Brasil, com a Delegação da União Europeia no Brasil e com a Universidades de Brasília, através do Instituto de Letras, e da Universidade de Milão, através da Cátedra António Lobo Antunes (Camões, IP).

 

Serviço: Exposição fotográfica “Revoluções – Guiné-Bissau, Angola e Portugal (1969-1974)”

Período da exposição: de 14 de maio a 07 de julho

Horário de visitação: Terça-feira a Domingo, das 9h às 18h30

Local: Museu Nacional da República Entrada franca/livre


Para ouvir a matéria em texto e áudio acesse o link https://soundcloud.com/radioeixo/exposicao-revolucoes

 

A rádio Eixo conta com o fomento do FAC - Fundo de Apoio a Cultura do Distrito Federal

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page