top of page
  • Paola Antony

Teatro e Dança

Atualizado: há 1 dia


  

CCBB


"Eu Capitu"Fim de Partida"


Quinta a sábado, às 20h | Domingo, 18h

Classificação 16 anos

Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia-entrada) | Para ingressos e mais informações: bb.com.br/cultura


A peça é baseada em um dos textos mais conhecidos de Samuel Beckett, escrito na atmosfera da Segunda Guerra Mundial.

O espetáculo, dirigido por Eid Ribeiro, é um ensaio sobre o enigma da condição humana, no qual os palhaços atores Chico e Victor Dornellas – pai e filho na vida real – interpretam Hamm e Clov, que se encontram reclusos num abrigo enquanto o mundo lá fora parece ter chegado ao fim.


 

TEATRO UNIP


A LUTA

13 a 14 de julho

sábado 20h, domingo 19h30


Com direção de ROSE ABDALLAH e dramaturgia de IVAN JAF, A LUTA é um monólogo teatral baseado na terceira parte do livro Os sertões, de Euclides da Cunha (1866-1909), que transforma o ator em um rapsodo que conta, em uma longa prosa épica, as batalhas ocorridas em Canudos, em 1896, entre os homens e mulheres chefiados por Antônio Conselheiro e as forças militares da República, recém-proclamada no Brasil (1889). Da mesma maneira que os rapsodos cantavam a Ilíada e a Odisseia de Homero, mantendo essas longas epopeias vivas pela fala e a memória, antes de poderem ser escritas, pode-se imaginar a Guerra de Canudos, segundo a visão de Euclides da Cunha, sendo narrada por um “contador de História” diante de uma plateia. Um só ator, usando a fala e o corpo, conta as sucessivas investidas do exército brasileiro contra o arraial e a reação de seus habitantes.


Nessa terceira e última parte de Os Sertões Euclides criou uma simbologia poderosa, abandonando a linguagem acadêmica para traduzir jornalisticamente uma guerra de ideias: a luta entre as forças republicanas, que traziam a modernidade, contra o obscurantismo religioso, que alicerçava a monarquia; os brasileiros do litoral contra os do interior; as elites contra o povo; a fé contra a razão... para concluirmos que os dois lados acabaram se unindo pela intolerância e a violência.


 

ESPAÇO CULTURAL RENATO RUSSO


STAND UP COMEDY – CIA DE COMÉDIA 100PUNCH


13 a 27/04

Prepare-se para rir muito enquanto o renomado grupo de comédia, Cia de Comédia 100 Punch, sobe ao palco com seu divertido show de stand-up comedy! Com um elenco estelar de comediantes talentosos, o show promete ser uma experiência inesquecível, repleta de risadas incessantes e humor irresistível.

Com sua combinação única de inteligência, narrativa e comédia de observação, esse talentoso grupo proporcionará uma noite de entretenimento que fará a plateia gargalhar.

Data: 13 a 27/04


Local: Teatro de Bolso

Classificação: 14 anos

Cobrança: R$ 20,00 – pelo Sympla


Show Mulher Amor Força Solidária: Colcha de Retalhos


28/4

Colcha de Retalhos é o show que está sendo apresentado na terceira edição do Projeto Show Mulher Amor Força Solidária, um evento originalmente anual feito no mês da mulher que mistura arte, conscientização e solidariedade. Iniciado em 2022 por Andrea Aiko, o projeto visa homenagear e fortalecer mulheres, enquanto promove um compromisso social que busca auxiliar aquelas em situação de vulnerabilidade. Nas duas primeiras edições, foram recolhidos no local doação de kits de higiene bucal, e parte da renda foi revertida para a Rede Feminina de Combate ao Câncer. Nessa edição também haverá recolhimento de doações no local do show.


Data: 28/04 – 17h (Sessão 1) – em caso de esgotamento de ingressos será aberta nova sessão às 19h do mesmo dia.

Local: Sala Marco Antônio Guimarães

Classificação: 14 anos

Cobrança: R$50 (inteira) / R$25 (meia) – pelo sympla


 

TEATRO BRASÍLIA SHOPPING


DIABO NA RUA NO MEIO DO REDEMUNHO

12/4 e 13/4


A peça apresenta o personagem Riobaldo, um ex-jagunço, hoje um velho fazendeiro, em conversa com um interlocutor (o público). Nesse encontro, cheio de filosofia, ele reflete sobre o bem e o mal em sua vida.


“O senhor acredita, acha fio de verdade nessa parlanda, de com o demônio se poder tratar pacto? Vender sua própria alma?””, eis questão desse homem angustiado.

Na juventudo, por amor e para conseguir coragem e força, julga ter feito um pacto Faustico. Durante a narrativa, ele utiliza várias estórias populares, para sedimentar a ideia de que “o diabo não existe”. Ao final, conclui, sem certeza: “Nonada! O diabo não existe, arrenego! Existe é homem humano. Travessia!”.


 

TEATRO ROYAL TULIP


TELAPLANA

20 e 21/4


O novo espetáculo da Cia. de Comédia Os Melhores do Mundo visita a inevitável condição de telaplanistas que somos. Celulares, tablets, monitores, tvs... Em casa, no trânsito, no trabalho... Da hora que acordamos até a hora de irmos dormir, não há um ser humano que escape a essa profusão de conteúdo e informação massacrante, fútil, alienante, devastadora e – eventualmente – relevante que brota das telas.


Dividida em 8 esquetes, Telaplana é uma crônica cênico-digital desse mundo onde cabem críticas, resenhas, teorias... Mas nos reservamos o direito de rir e fazer rir dele.


Horários: Sábado, às 17h (sessão extra) e 20h e domingo às 19h30

Ingressos:

R$120,00 inteira

R$ 60,00 meia

R$ 90,00 ingresso solidário (com 1 kg de alimento)

Antecipados www.sympla.com.br ou na Belini (113 Sul) sem taxas



 

CAIXA CULTURAL


Gala Bolshoi


10 e 11 ABR 24


A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, juntamente com as Loterias CAIXA, traz uma apresentação inédita para Brasília. São performances que evidenciam a capacidade de expressão, dramaticidade, emoção e técnica dos bailarinos que tomam o palco para fazer um belo espetáculo.

Separada em dois atos, Gala Bolshoi reúne trechos de grandes clássicos do balé e dança contemporânea. Entre as coreografias apresentadas, os profissionais em cena dançam Don Quixote, Quebra-Nozes, Chamas de Paris, entre outros. Junto de todo o repertório, também tem a realização do solo A Morte do Cisne, do coreógrafo Fokine.

Além dos clássicos, o grupo também traz uma apresentação inédita de balé contemporâneo, chamada Leela. A palavra que dá nome à apresentação significa “um jogo cósmico”, na língua sânscrita. A trama tem as relações como foco: pessoais, interpessoais, com o tempo, com o ambiente etc. Uma arte entre os encontros e desencontros dos corpos que dançam.

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é a única extensão do Teatro Bolshoi no mundo e, pela primeira vez, transfere a outro país o método de ensino de balé que consagrou uma das mais respeitadas instituições do mundo.


 

TEATRO DOS BANCÁRIOS


NU’ZS duo - AMORES de ROBERTO e ERASMO em BRASÍLIA



As obras de Roberto e Erasmo, se contextualizam a diversos momentos históricos culturais, e se mantêm vivas no imaginário popular por décadas, sendo que muitas se tornaram clássicos, possuindo elementos inspiradores, com tanto potencial artístico, poético e musical, sendo referência de ideias e inspirações para novos autores e intérpretes.


Por trazer infinitas possibilidades criativas, a partir delas os novos artistas, são estimulados à recriação e à uma reinvenção dessas obras, renovando e mantendo vivas na formação de novos públicos. É por este caminho que o NU’ZS duo traz no show “Amores”, 20 canções entre elas, “Olha” (1975), faixa escolhida pelo NU’ZS duo para apresentar o projeto, e que representa a fase romântica do autor Roberto Carlos e a qualidade artística se faz presente através dos arranjos do maestro Chiquinho de Moraes e da interpretação de Roberto.

Valores:INTEIRA: R$ 120,00 | MEIA-ENTRADA: R$ 60,00


97 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Literatura

Cinema

Música

Comments


bottom of page