top of page
  • Paola Antony

2º Mostra " Mulheres Mágicas - Reinvenções da Bruxa no Cinema"

Atualizado: 26 de mar.


Paola Antony

 




O CCBB de Brasília apresenta, de 26 de março a 21 de abril, a 2ª mostra Mulheres Mágicas: Reinvenções da bruxa no cinema.

A nova edição do projeto investiga como a figura da bruxa foi construída ao longo da história do cinema.

 

Bruxa é o nome dado a uma mulher que supostamente possui conhecimentos sobre poderes ocultos da natureza, encantamentos e magia.

 

No ocultismo, bruxa é uma pessoa que usa o sobrenatural para investigar o futuro, fazer feitiço, ou causar algum mal.

 

Para a população camponesa europeia da Idade Média, segundo matéria da revista Ciência Hoje, as mulheres reconhecidas como “bruxas” eram membros fundamentais da comunidade. Elas acumulavam anos de experiência e dominavam os saberes necessários para lidar com a vida e a morte.

 

Fato é que a fama e o imaginário que se construiu sobre essas mulheres atravessou os tempos. Foi em busca dessa história que as curadoras Carla Italiano, Juliana Gusman e Tatiana Mitre mergulharam nessa personagem e a encontraram em filmes de várias épocas e países, seja no fantasioso clássico, seja nas reinvenções contemporâneas das bruxas.

 

Por isso, a mostra que nos chega será dividida em dois eixos.

O Lado A, que revisita o imaginário clássico das bruxas, a partir da comédia romântica e do horror, mas que também apresenta obras que exploram os processos históricos de caça às bruxas e que tencionam, de alguma forma, uma ordem masculina e patriarcal, como nos fala a curadora, Juliana Gusmam.

 

“É importante pontuar que a gente teve uma preocupação muito grande no que diz respeito aos filmes que integram o lado A da mostra, que apresenta as imagens mais clássicas da bruxaria. Nossa preocupação foi em não reforçar imagens que rebaixassem as mulheres. Por mais que a gente esteja tratando de imagens estereotipadas da bruxa, a gente não queria trazer bruxas que corroborassem com perspectivas evidentemente machistas e patriarcais. Ao contrário, a gente traz uma coleção de figuras que, por mais que estejam estritamente relacionadas com os estereótipos da bruxa, também tencionam, de alguma forma, uma ordem masculina e patriarcal”.

 

Já o lado B da mostra apresenta reinvenções contemporâneas com destaque para trabalhos de cineastas mulheres e perspectivas feministas, anticoloniais e do Sul Global.

 

“Evidentemente que no segundo eixo de curadoria a gente vai ter mais filmes que enfrentam mais explicitamente essa ordem dominante que vão subverter noções hegemônicas de monstruosidade, que por tanto tempo influenciaram a forma como a gente lidou com as bruxas, que é o caso de Medusa, por exemplo, da Anita Rocha da Silveira. Mas a gente pode afirmar que, de forma geral, todos os filmes que compõem a mostra nos convidam a repensar essa ideia clássica da bruxa como uma figura ruim, como uma figura má, como uma figura moralmente corrompida. Em todos esses filmes, mesmo aqueles que estão dentro de um recorte de abordagem de representação mais clássico, a gente pode repensar aquilo que a gente entende por mulher bruxa e por mulheres mágicas”.

 

A mostra Mulheres Mágicas - Reinvenções da bruxa no cinema exibirá 27 filmes com nomes importantes do cinema feminista, de diferentes períodos e gêneros, entre ficção, documentário, experimental e performance. São títulos da Alemanha, França, Japão, México, Nigéria, Reino Unido, Rússia, Estados Unidos, Brasil e outros.

 

A programação completa está disponível no site www.mulheresmágicas.com




Local: Cine CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil Brasília (Setor de Clubes Sul - Trecho 2)

Tel.: (61) 3108-7600

Ingressos: R$10 inteira / R$5 meia

Ingressos: Disponíveis na bilheteria física ou em bb.com.br/cultura, a partir das 09:00 do dia da sessão

 

A Rádio Eixo conta com o fomento FAC – Fundo de Apoio a Cultural do Distrito Federal.


14 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page